Lau Baldo é fotógrafo, artista visual autodidata e transmasculino.

Encontra nas ruas os principais temas para seus trabalhos, cuja ênfase está em documentar questões de gênero e a cena LGBTQIAP+ neste espaço. 
Dentro de suas experimentações, fotografa a cena de música eletrônica 
de
Porto Alegre e é residente do Coletivo Plano.
Também tem pesquisado e atuado no meio da moda, utilizando este ambiente
para exaltar e reforçar a beleza da pluralidade dos corpos. 
Cada vez mais inserido neste mercado, fotografou para as Lojas Renner e outras marcas. 

Suas séries fotográficas são uma espécie de manifesto que retratam a busca por um lugar de acolhimento e legitimação de todas as possibilidades de amor, desejo e laços afetivos.

2022 Jardim dos Desejos - Casa Surdina - Galeria Gazzebo - Porto Alegre (coletiva)
2022 Re.Pulsa - Casa de Cultura Mário Quintana - Curadoria de Valéria Barcelos - Porto Alegre (coletiva)
2021 Mostra de Arte Aberta de Porto Alegre (Maapa) - Porto Alegre, Rio Grande do Sul (coletiva )
2021 Pulsões - Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia - Curadoria de Alexandre Sequeira - Belém, Pará ( coletiva ) 
2021 InTransFerível - Imagens da Diversidade - Casa de Cultura Mario Quintana - Porto Alegre - RS (coletiva)
2021 foi um dos fotógrafos premiados na convocatória do Mídia Ninja.
​2020 no mês da visibilidade trans foi convidado para uma exposição coletiva na nova sede do MACRS,  Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul.
​2019 Lá Fora - Associação Chico Lisboa - Curadoria Anna Ortega - Porto Alegre - RS (coletiva)
2018 Expôs individualmente na galeria RM em Santo André - SP. 
2018 Voluntário de Produção do 11º Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre (FestfotoPoa) 
Back to Top